fbpx

Arthur Lira (PP/AL)

por | 08/12/2020 | Impressões

Foto: Reprodução YouTube

Um dos nomes fortes do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o filho do ex-senador Benedito de Lira já foi destaque em outras edições das nossas Impressões. Após a prisão de Cunha, Lira seguiu como um dos principais articuladores do Centrão. alternando a liderança e a vice-liderança do bloco desde 2017.

Lira é a principal aposta de Bolsonaro para a presidência da Câmara. O “malvado favorito” do presidente da República virou o principal contraponto a Rodrigo Maia dento do parlamento e a esperança do governo em emplacar um aliado no cargo mais importante da Casa.

O deputado é de perfil articulador. Não costuma proferir grandes discursos em Plenário, mas é figura forte dos bastidores, sendo um dos principais atores do Congresso Nacional.

Baleia Rossi (MDB/SP)

Foto: Agência Brasil

Filho do ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi, é o atual presidente nacional do MDB. Com 48 anos, Rossi representa um movimento de renovação dos quadros do partido. Mesmo assim, tem experiência de veterano e transita por diversas bancadas e setores, do agronegócio à indústria.

No momento, Baleia Rossi é o nome favorito de Rodrigo Maia para a sucessão ao cargo. Maia enxerga nele o nome ideal para dar continuidade à agenda econômica que vem conduzindo à frente da presidência da Câmara.

O deputado está em seu segundo mandato na Câmara dos Deputados. Antes disso, foi deputado estadual em São Paulo, vereador em Ribeirão Preto e secretário de Transportes do município do interior paulista. Em todas as oportunidades, Baleia Rossi assumiu cargos de liderança partidária.

Aguinaldo Ribeiro (PP/PB)

Foto: Elza Fiuza | Agência Brasil.

Natural de Campina Grande (PB), com 51 anos, foi deputado estadual por dois mantados e está em seu terceiro mandato como deputado federal. Atual líder da Maioria na Câmara dos Deputados, foi ministro das Cidades no governo Dilma de 2012 a 2014 e atuou como secretário estadual de Agricultura, Irrigação e Abastecimento e de Ciência e Tecnologia, Recursos Hídricos e Meio Ambiente na Paraíba. Também foi secretário municipal de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (PB) entre 1988 e 2009.

Aguinaldo também já esteve em entidades de classe, ligadas a desenvolvimento rural, da agricultura, de recursos hídricos, proteção ao meio ambiente. Presidiu
a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores/Fenabrave de 1994 a 1996 e o Conselho Estadual de Proteção ao Meio Ambiente/COPAM de 2008 a 2009. 

Atual relator da Comissão Mista temporária da Reforma Tributária, o deputado articula a aprovação da proposta com a equipe econômica do governo Bolsonaro. “Nosso primeiro desafio é acabar com o monstrengo do sistema tributário brasileiro. O que queremos fazer é expor as vísceras de quanto o cidadão brasileiro paga de carga tributária”, declarou.

Marcos Pereira (Republicanos/SP)

Foto: Câmara dos Deputados

Deputado federal e bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), Marcos Pereira (Republicanos/SP) é apadrinhado diretamente pelo bispo Edir Macedo, fundador da IURD e do Grupo Record. 

Pereira pode não ser tão famoso quanto seus colegas de bancada mais contundentes nos microfones e nas redes sociais, mas é o principal articulador do Republicanos no Congresso Nacional um dos mais influente político da bancada evangélica na atualidade.

O deputado fez carreira no Grupo Record. Foi diretor financeiro e administrativo da TV Record no Rio de Janeiro (RJ), presidente da afiliada Rede Mulher e vice-presidente da Rede Record de Televisão. Em 2011, foi nomeado presidente nacional do PRB, hoje Republicanos, cargo que mantem até hoje.

Em 2016, Marcos Pereira foi nomeado ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) pelo ex-presidente Michel Temer. Deixou o cargo em 2018 para se candidatar a deputado federal. Eleito, foi nomeado 1º vice-presidente da Casa mesmo estando em primeiro mandato. 

O Republicanos hoje conta com dois dos três filhos políticos de Bolsonaro, Flávio e Carlos. Até mesmo Jair Renan, o 04, já conduz articulações políticas por meio do partido. Com isso, Marcos Pereira pode acabar sendo uma solução negociada entre Centrão, DEM, MDB e Bolsonaro.

Reflexão

Arte: In Press Oficina

#Assuntos do momento

Arte: In Press Oficina

Covid em números

Arte: In Press Oficina | Fonte: Conass

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital
  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes