Existe ciência para entender o Congresso Nacional? Descubra amanhã, 9h30, na Arena de Ideias

por | 12/08/2020 | Impressões

Foto: In Press Oficina

A 19ª edição da Arena de Ideias, webinar semanal da In Press Oficina, abordará o tema Entender o Congresso: há ciência nisso?. O programa desta quinta-feira (13/8) discutirá as ferramentas existentes para monitoramento adequado do Legislativo. Qual a visão dos parlamentares sobre pesquisas e levantamentos que são feitos frequentemente na Câmara dos Deputados e no Senado Federal?

De importância fundamental para a definição das leis e das políticas públicas no país, o Congresso Nacional tem impacto direto na vida das pessoas e das organizações. Mas como não ser pego de surpresa por suas ações? Qual é a melhor forma de monitorá-las? E o que fazer para avaliar o desempenho dos eleitos? Essas e outras questões estarão na Arena de Ideias desta quinta-feira, 9h30. 

Para enriquecer o debate, o jornalista Sylvio Costa, fundador do site Congresso em Foco, estará junto do time da In Press Oficina: Patrícia Marins, sócia-diretora da agência de Comunicação e Fernanda Lambach, diretora de Relacionamento com o Poder Público. Os senadores Paulo Paim (PT/RS) e Oriovisto Guimarães (Podemos/PR) completam nosso painel de debate. 

 Inscreva-se no link e receba a notificação para o debate: https://bit.ly/2XXWPOh

Eleições 2020 mudam a comunicação digital

Foto: Getty images

O digital tem obrigado candidatos, eleitores e a própria Justiça Eleitoral a dar saltos a cada eleição. Há preocupações importantes como as relacionadas às fake news e à segurança cibernética. As eleições municipais prometem movimentar o cenário de transformações. Elas são sensíveis aos desdobramentos da conjuntura política nacional, além de serem um ensaio para o pleito nos estados e no Planalto Central.

Além das muitas incertezas que rodeiam as disputas locais, o cenário atípico coloca luz no papel da internet e da interação social nas redes. Os desafios de fazer campanha em uma era de distanciamento social são uma versão mais intensa de um problema central que os candidatos enfrentarão, mesmo fora de uma pandemia, candidatos terão de aprender como gerar interação digital significativa com os eleitores em larga escala.

Por outro lado, as inovações que os candidatos adotarão nos próximos meses para superar as restrições impostas pela pandemia podem remodelar não só a forma de fazer campanhas eleitorais nos próximos anos, mas também como engajar em ambiente virtual.

Observe:

  • .Na busca do público jovem, muitos políticos estão remodelando a linguagem em seus perfis nas redes sociais e aderindo a novidades como o TikTok. 
  • A Covid-19 e o isolamento levaram a uma aproximação maior dos políticos com seus eleitores, que os vêem pronunciar discursos de dentro de suas casas, em seus escritórios ou até mesmo quartos. A impressão é a de que se ficou mais íntimo das autoridades.
  • A linguagem dos “quadradinhos” — das videoconferências e webinars —, embora esteja sendo exaurida, ainda deve emoldurar discussões pré-campanha e, levando em consideração a legislação, agitar o período eleitoral.
  • Se nas últimas eleições, marcadas por uma nova legislação e menos tempo em rádio e TV, as redes já movimentaram a internet, obrigando muitos candidatos a reciclar os conhecimentos tecnológicos, hoje, no pós-Covid, os políticos estão muito mais treinados para fazer o convencimento via telinha.
  • Alguns poderão achar que é tempo de mais espontaneidade e menos investimento em técnica. Errado. Saber usar o digital é uma arte que nem todo mundo domina plenamente. Importante buscar o profissional que conheça a linguagem e anteveja possíveis crises. Treinar, treinar e treinar.
  • Busca de treinamentos para candidatos no mundo digital deverá aumentar nos próximos meses.  Importante que os eleitores debatam mensagens e entendam o que há por trás dos discursos feitos via “quadradinhos”. 

Estratégia de comunicação: nióbio e Fórmula E

Foto: Fia Formula E

Nióbio, grafeno e carros a mil por hora. A combinação parece perfeita. Com o objetivo de reforçar a atuação no segmento automotivo e o patrocínio à Formula E, competição de carros elétricos, a CBMM, empresa que fomenta novas tecnologias de Nióbio e Grafeno, reuniu os pilotos Lucas Di Grassi e Felipe Massa, além de António Félix da Costa, líder do campeonato, para uma coletiva de imprensa.

Estiveram presentes dez influenciadores brasileiros de peso, dando visibilidade à modalidade no Brasil. O evento foi realizado em um momento estratégico, às vésperas da corrida de reabertura da temporada da Formula E, a “Berlin E-Prix presented by CBMM / Niobium. A mediação ficou sob comando de Rodrigo França, jornalista com grande experiência no segmento automobilístico. 

A competição, suspensa em março, por conta da pandemia do novo coronavírus, conta com três rodadas duplas, realizadas em Berlim, na Alemanha, com portões fechados. Ou seja, sem presença de público. A prova final está marcada para amanhã, 13 de agosto.

Para saber mais:
https://cbmm.com/pt/our-company/noticias/articles/extreme-e-uma-saga-por-locacoes-remotas-para-sensibilizar-sobre-problemas-ambientais

https://cbmm.com/Our%20Company/Noticias/Articles/Extreme%20E%20unveils%20cuttingedge%20eSUV

A reflexão

Hashtags do dia

Números do dia

Arte: In Press Oficina | Fonte: Conass

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital
  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes