fbpx

Histórias do skate

por | 30/07/2021 | Notícias

Crédito: Divulgação

Um recorte fundamental das seis décadas do skate está contada em Os Reis de Dogtown, da diretora Catherine Hardwick. O filme de 2005 conta a história real dos Z-Boys (Tony Alva, Jay Adamns e Stacy Peralta, o roteirista), skatistas californianos que mudaram para sempre a forma como se andava de skate ao trocar as calçadas que deram o primeiro nome da modalidade, sidewalk surf (surf de calçada), pelas piscinas vazias do bairro de Dogtown, numa grande seca dos anos 1970. Foi essa mania que deu origem ao formato atual das pistas. O ídolo Tony Hawk, que tietou Rayssa no começo da semana, faz uma ponta

O livro da fotógrafa Jessica Fulford-Dobson, “As skatistas de Cabul” (Skate Girls of Kabul) nos traz aos dias atuais ao retratar meninas afegãs que tiveram as vidas transformadas pela prática do esporte num país onde até pouco atrás mulheres eram proibidas de andar de bicicleta, jogar vôlei ou futebol. A mudança cultural tem se dado pelo projeto Skatistão, do skatista australiano Oliver Percovich, que reúne meninos, mas principalmente meninas, de todas as classes sociais numa pista modelo inaugurada em 2009. A conquista das meninas do skate em Tóquio tem tudo para inspirar as jovens mundo afora.