fbpx

Marco Aurélio, o longevo

por | 01/07/2021 | Impressões

O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, deixa a Corte compulsoriamente no próximo dia 12, quando completa 75 anos. A indicação ao cargo pelo primo, o então presidente Fernando Collor de Mello, gerou desconfiança na largada, mas a atuação de Marco Aurélio dissipou as suspeitas.

Ao final de um período de 31 anos e um mês no STF – intervalo que o torna um dos três ministros a ficar mais tempo no cargo na história da Corte, atrás apenas de José Nabuco de Araújo (31 anos e três meses) e de Celso de Mello (31 anos e dois meses) -, Marco Aurélio deixa como legado a abertura do Judiciário para os brasileiros.

No período em que presidiu a Corte (2001-2003) criou a TV Justiça, sob forte oposição dos ministros de então. As reuniões quase secretas de homens sisudos e uma única mulher naquela ocasião, a ministra Ellen Gracie, passaram a ser transmitidas ao vivo, mudando completa e definitivamente a relação da sociedade com o STF e todas as outras instâncias da Justiça.