No cabo de guerra entre os Poderes, cabotagem trava a pauta

por | 29/09/2020 | Impressões

Foto: G1

Era esperada uma tramitação sem maiores tropeços do projeto de lei da apelidada de BR do Mar, que estimula a cabotagem no país.

Reduzir custos, aumentar a competitividade e incentivar o transporte de mercadorias entre portos no país é causa que agrada a Frente Parlamentar da Agricultura e também da Frente Parlamentar Mista de Logística de Transporte e Armazenagem, ambas com grande poder de articulação e influência no centro do poder.

A proposta de lei foi encaminhada pelo Presidente, mas com todo DNA do ministro da Infraestrutura, Tarciso Freitas, o ministro não-parlamentar mais bem avaliado pelo Legislativo, segundo pesquisa do Painel do Poder, do site Congresso em Foco, também é bem-quisto pelo restante da Esplanada dos Ministérios.

Embora o PL pudesse ser um dos grandes feitos do ministro-militar, acabou embaralhando-se em meio a outras disputas entre Governo e Legislativo que envolvem, por exemplo, Reforma Tributária, Renda Cidadã e análise do veto à desoneração da folha de pagamentos, ambas as pautas estacionadas no Congresso. 

O pedido de urgência da tramitação do PL da BR do Mar foi mantido, passando a trancar a pauta de deliberações da Câmara dos Deputados, ou seja, impedindo o avanço dos trabalhos legislativos no Plenário da Casa até que a matéria seja analisada.

Líderes do Governo sustentam o bloqueio da pauta e devem usar o tema como artificio para destravar outros temas urgentes para o Executivo antes das eleições municipais.  A apreciação, inicialmente prevista na agenda desta terça-feira (29/9), só entrará na pauta na semana que vem e, com isso, a proposta corre o risco de cair lista de prioridades de 2021. Cada dia ganhando mais um item. 

Trump e Biden, primeiro round

Foto: Pexels/Creative Commons

Independente de quem ganhará hoje o primeiro debate, se o candidato ao segundo mandato Donald Trump ou o democrata Joe Biden, um resultado é notório: a disputa extrapolou a bolha da eleição americana, ocupou noticiários e redes sociais mundo afora. E mais, deve repercutir também nos próximos dias.

Biden não deve desperdiçar a chance de inflar a indignação do eleitorado com as histórias de Trump enrolado com pagamento de impostos, assunto largamente explorado em reportagens do New York Times. Deixou de pagar impostos durante uma década. Quantos americanos conseguiram fugir do fisco tanto assim?

O debate é hoje, às 22 horas (horário local de Brasília), e poderá ser acompanhado ao vivo no Brasil nos canais da CNN Brasil, além do UOL, G1 e Rádio Bandeirantes.

Hoje é dia de unir-se pelo Coração!

Foto: In Press Oficina

Anualmente, o mundo celebra em 29 de setembro o Dia Mundial do Coração. Consiste numa pausa nas agendas atribuladas para lembrar da necessidade de mudar de hábitos prejudiciais à saúde do coração. 

Em reforço a esse alerta mundial, o Congresso Nacional está engajado para ser palco de um grande evento nesta sexta-feira (2/10), a partir das 10 horas, com a participação virtual de cardiologistas e a sociedade civil em prol de políticas públicas a favor do coração.

Doenças estruturais cardíacas estão entre as principais causas de morte no mundo inteiro. Uma delas é a estenose aórtica. O nome ainda pouco comum aos ouvidos trata-se do estreitamento da aorta, que atrapalha o fluxo de sangue pelo corpo, pode ser causado por fatores genéticos, pelo acúmulo de cálcio ou ainda pela febre reumática. 

No Brasil, segundo dados do Portal da Transparência, de janeiro a setembro de deste ano, mais de 60 mil pessoas morreram por doenças cardiovasculares. Dez mil pessoas a mais, comparado com o mesmo período em 2019.

Outro dado que nos coloca em estado de alerta máximo é mais da metade da população brasileira ter deixado de visitar o médico por medo de ser contaminado pela Covid-19, conforme pesquisa realizada no último mês de agosto. Assim, fica claro que a falta de informação pode colocar a população em um risco evitável.

E é com essa preocupação que surge a Campanha Unidos pelo Coração. Sociedade, entidades médicas e parlamentares de todas as bandeiras se unem em prol de uma só causa. Cuidar do nosso coração!

É hora de pensar soluções menos invasivas e formas de mitigar os impactos das doenças estruturais cardíacas. Una-se pelo Coração e nos acompanhe pelas redes sociais.

Twitter – @unidoscoracao
Instagram – @unidoscoracao
Facebook – @unidospelocoracaoipof

A Reflexão

Arte: In Press Oficina

#Hashtags do dia

Números do dia

Arte: In Press Oficina | Fonte: Conass

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital
  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes