Planalto, Legislativo e governadores dialogam, apesar do equilíbrio parecer distante

por | 21/05/2020 | Impressões

Fonte: Marcos Brandão/Senado Federal

Depois de meses conflituosos, líderes dos poderes Executivo, Legislativo e governadores declararam trégua na manhã de hoje (21/5). As rusgas entre Jair Bolsonaro e João Doria ficaram de fora da videoconferência. Alinhar a ajuda financeira que a União pode dar aos estados, enfim, tornou-se denominador comum entre os diferentes polos políticos.

Ao que tudo indica, o saldo da reunião foi positivo. Governadores saíram com a garantia da sanção do PLP 39/20, que libera pacote de R$ 120 bilhões para estados e municípios, apesar de alguns vetos. O presidente da República, por sua vez, ouviu a promessa de que o veto à possibilidade de reajuste salarial a servidores públicos até 2021 será mantido pelo Congresso Nacional.

Bolsonaro também garantiu a aprovação do PLN 8/20, que rompe com a chamada “regra de ouro” do orçamento. A Câmara dos Deputados acatou o texto que permite que o governo contraia crédito de mais de R$ 343 bilhões para pagar despesas recorrentes, como salários e contas de custeio da máquina pública. No entanto, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM/RJ), fez questão de marcar posição contrária à medida que segue para sanção presidencial depois de ter recebido o aval dos senadores.

Cloroquina e outras divergências

A lista de divergências acumuladas ao longo dos últimos meses, entretanto, é grande e ainda tensiona as relações. Enquanto Bolsonaro defende abertamente o uso da cloroquina para o combate ao coronavírus, governadores não deixaram de ressaltar a ausência de comprovação da eficácia do remédio, conforme recomendações da Organização Mundial de Saúde.

O analista cauteloso sabe que a qualquer momento um novo conflito surgirá a olho nu. Em postagem de algumas semanas atrás, a página @O_lobista ironiza: “Estamos trabalhando há 0 dias sem tretas no governo.” A brincadeira é um retrato quase que fidedigno do panorama político.

Por trás do que parece um ensaio de mudança de estratégia por parte do governo federal, está a definição do nome que sucederá Rodrigo Maia no comando da Câmara. Garantir um nome alinhado aos interesse do Executivo na Presidência da Casa pode significar a retomada das agendas políticas de Bolsonaro dentro do Congresso e de quebra intervir nos pedidos de processo de impeachment que se acumulam na mesa de Maia.

Perigo: publicidade em site de fake news

O perfil Sleeping Giants Brasil (@slpng_giants_pt) tem movimentado o Twitter nos últimos dias. A página se apresenta como uma versão brasileira da organização norte-americana Sleeping Giants, responsável por um projeto de ativismo em mídias sociais, que convence empresas a remover anúncios de determinados portais. Na noite da última quarta-feira (20/5), a iniciativa brasileira causou alvoroço ao atuar para que marcas retirassem seus anúncios de sites que, segundo eles, propagam preconceito e fake news.

O que acontece é que um grande número de empresas utiliza serviços de publicidade como o Google Ads para colocar suas propagandas na internet. Com isso, o programa utiliza algoritmos para selecionar em quais sites e para quais usuários as marcas serão mostradas. Assim, o anúncio pode ir parar em portais que não compartilham os valores da anunciante.

No entanto, as marcas podem impedir que sites recebam os seus anúncios. Quando empresas grandes o fazem, podem gerar impacto considerável sobre a receita desses portais, já que as propagandas mais atraentes e que geram mais cliques não serão expostas.

Foi o que fizeram empresas como Dell, FastShop, Submarino e PicPay. Após serem alertadas de que suas marcas eram expostas em sites supostamente ligados a fake news, as companhias se posicionaram e afirmaram que removeriam os anúncios.

O movimento afetou diretamente o portal bolsonarista Jornal da Cidade Online, gerando reações de apoiadores do presidente da República. Inflamados pela deputada federal Carla Zambelli (PSL/SP) e pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos/RJ), levantaram hashtags como #NaoCompreDell, defendendo o boicote à marca. Para eles, o projeto persegue sites conservadores e faz 

A situação deixa evidente que nem mesmo a automatização serve como justificativa caso a empresa esteja vinculada a uma mídia que não compartilhe dos valores da organização ou de seus consumidores. É primordial, portanto, ter cuidado com a exposição da marca.

Calendário em xeque: secretário-geral da Mesa do Senado está com Covid-19

Fonte: Marcos Oliveira/ Agência Senado

A sessão de hoje (21/5) do Plenário do Senado Federal foi cancelada depois que o secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira, testou positivo para a Covid-19. Após o diagnóstico, servidores que trabalhavam ao lado de Bandeira foram liberados para serem testados e tiveram de ser substituídos. Ainda assim, não havia clima para a condução da sessão, que acabou não ocorrendo.

O secretário vinha atuando na sala de tecnologia montada para que o presidente da Casa, Davil Alcolumbre (DEM/AP), conduzisse as sessões. Além deles, servidores e o senador Weverton Rocha (PDT/MA) ajudavam na coordenação dos trabalhos. Alcolumbre teve Covid-19 em março, mas Weverton ainda não teve a doença.

Nova sessão foi convocada para a próxima terça-feira (25/5), mas a situação gera questionamentos sobre a possibilidade do retorno aos trabalhos presenciais no Congresso Nacional.  A decisão sobre o retorno será tomada no final de junho e há quem defenda que ocorra já em julho. No entanto, cenário segue incerto.

Médicos e parlamentares vão discutir investimentos inteligentes na Saúde em webinar

A campanha Escute seu Coração, com apoio da Edwards Lifesciencies, promoverá, nesta sexta-feira (22/5), o segundo webinar sobre doenças das válvulas cardíacas e acesso a tratamentos de ponta em época de Covid-19. Pacientes cardiopatas integram um dos principais grupos de risco para a doença, ficando suscetíveis a graves complicações.

Na videoconferência, os especialistas da área médica e representantes do Congresso Nacional discutirão como os investimentos inteligentes em tecnologias disruptivas são essenciais para um melhor gerenciamento de pacientes. Afinal, geram melhores resultados na recuperação, evitam agravamentos e garantem eficiência e sustentabilidade ao sistema de saúde durante e pós-pandemia.

Além de assegurar uma solução com menos risco e mais efetividade aos pacientes, a implantação de válvulas cardíacas via transcateter contribui para a diminuição dos gastos hospitalares. O procedimento abrevia o tempo de estadia do paciente na UTI e reduz o consumo de recursos e serviços de equipe multiprofissional responsável pela assistência.

A sustentabilidade financeira do sistema é, hoje, um dos aspectos mais discutidos no mundo. Gestores buscam formas de assegurar o atendimento aos pacientes com Covid-19 e aos demais e também planejam como viabilizar a continuidade da assistência daqui para frente. 

Os deputados Zacharias Calil (DEM/GO) e Jaziel (PL/CE), médicos e membros da Comissão de Ações Preventivas ao Coronavírus na Câmara dos Deputados, estarão conosco juntamente com o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, Dr. Eduardo Rocha e o médico anestesiologista e diretor da Fundação para Segurança do Paciente, Dr. Enis Donizzetti para buscar formas de tornar o Sistema de Saúde mais eficiente, sob o olhar das doenças estruturais do coração e do monitoramento de pacientes cirúrgicos. 

O debate será mediado pela diretora de Public Affairs da In Press Oficina, Fernanda Lambach. 

Participe pelo zoom ou pelo canal da In Press Oficina no Youtube. Nos vemos lá!

Tendências virtuais

Reunião em cenário de game

Que tal gameficar o escritório durante a quarentena? Alguns nerds decidiram quebrar a monotonia das telas de videoconferência e mudar o ritmo do trabalho. Estão fazendo reuniões de trabalho ou encontrando amigos em um lugar distante, em torno de uma fogueira virtual. São os aficionados pelo jogo Red Dead Redeption 2 que, aborrecidos com os quadradinhos das vídeos e a monotonia das salas formais de áudio conferência, passaram a se encontrar no cenário do jogo. Via modo online, usam o chat de voz. Juram que os lobos uivando à noite e os tiros trocados em algum lugar distante não os incomodam. Mais em:

Vendas online, o grande negócio

O Mercado Livre fez um balanço da evolução do e-commerce neste período. Entre 24 de fevereiro e 3 de maio, a plataforma contabilizou, no mundo, novos 5 milhões de compradores, 2,6 milhões dos quais estão no Brasil. 

Os dez produtos mais procurados pelos brasileiros, de 20 de abril a 30 de maio, pela plataforma foram: celular; PC Gamer; Playstation 4; máscara descartável; máscaras n95; smartwatches, flash ringlights, TV box; máscaras de pano; oxímetro.

Esta semana, a Facebook Shops, nova ferramenta para que as empresas divulguem seus produtos online, foi lançada. A rede social vê isso como uma oportunidade de trabalhar com milhões de empreendimentos no Facebook, Instagram, Messenger e WhatsApp. Bem adequado para o momento em que consumidores estão em casa. A novidade virou notícia no Meio&Mensagem.

Fonte: FT analysis of ECDC/FT research

Reflexão

Hashtags do dia

Números do dia

Fonte: Ministério da Saúde e Uol

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes
  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital