fbpx

Política e renovação: é possível?

por | 11/11/2020 | Impressões

Foto: agendor.com.br

Amanhã, às 9h30, Arena de Ideias, webinar da In Press Oficina, reúne especialistas em torno da discussão sobre política e renovação.  

Afinal de contas, quando se fala em renovação política, o que se está dizendo? É possível renovar? Biden e Harris são renovação? Com a virada que o Congresso Nacional sofreu em 2018, o que mudou efetivamente no Brasil?

Se você tem interesse no debate, não deixe de entrar no canal do Youtube da In Press Oficina. Ao longo do webinar, perguntas do público serão respondidas pelas convidadas.

No debate:

  • Letícia Medeiros, co-fundadora do movimento Elas no Poder;
  • Suelma Rosa, diretora de Relações Governamentais da DOW e do IRelgov;
  • Joice Toyota, co-fundadora e diretora executiva da Vetor Brasil;
  • Patrícia Marins, sócia-diretora da In Press Oficina (IPOF); e
  • Fernanda Lambach, diretora de Relacionamento com o Poder Público da IPOF.

Inscrições em: https://bit.ly/3koEWk3

Até já!

15 de outubro está aí

Foto: DCI

Contagem regressiva para as eleições municipais de 2020. Cientistas políticos, jornalistas, analistas de dados estão prontos para interpretar o que as urnas dirão. Alguns já se perguntam sobre os reflexos no pleito de 2022. Não à toa, a maior parte dos deputados e senadores está focada nos redutos políticos, em seus estados, demonstrando claramente o apoio aos aliados.

Assim como para o roteirista Syd Field, consultor de produtores de filmes norte-americanos, personagem é ação. Pode-se dizer que políticos são entendidos pelas suas ações. “Ele acenou para mim”; “Ela teve o trabalho de voltar e me cumprimentou”; “Aquele é o cara da sacada engraçada na internet”, “Ela discursa sempre usando um gestual muito próprio”; “Quando eu fracassei, ele me ligou imediatamente para me apoiar”. Ações, gestos, movimentos. Estar na arena, no momento certo, conta pontos fundamentais para o futuro.

Que ações dos candidatos em quem você votou anteriormente lhe cativaram?  Vale refletir.

De olho nas contas eleitorais

Foto: Isto É Dinheiro

No site divulgacandcontas.tse.jus.br você consegue conferir:

  • quem são doadores e fornecedores de campanhas;
  • qual o limite de gastos de campanha e contratação de pessoal;
  • sobra de campanha por candidato;
  • direção partidária ou individual;
  • dívida de campanha;
  • financiamento coletivo;
  • distribuição de recursos e gastos de campanha;
  • comparativo entre candidatos sobre o total de recursos arrecadados e gastos de campanha;
  • estatísticas de candidaturas.

  O TSE registrou:

  • 19.346 pedidos de candidaturas para prefeito
  • 19.718 para vice-prefeito
  • 518.325 para vereador

Eleitor não vai preso. A não ser que…

Até 48 horas depois do término da votação do próximo domingo (15/11), primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, a regra que proíbe a prisão de eleitores, determinada pelo Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965) está valendo.

Só é permitido encarceramento em três situações:

No caso de flagrante de crime, quando alguém é surpreendido cometendo uma infração ou quando acabou de praticá-la.

  • Se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou seja, pela prática de racismo, tortura, tráfico de drogas, crimes hediondos, terrorismo ou ação de grupos armados que infringiram a Constituição.
  • Se autoridade desobedecer a salvo-conduto. Para tanto, o juiz eleitoral ou o presidente de mesa pode expedir uma ordem específica a fim de proteger o eleitor vítima de violência ou que tenha sido ameaçado em seu direito de votar.

O eleitor preso no correr dos próximos dias tem de ser levado à presença de um juiz. Se o magistrado entender que o ato é ilegal, ele pode relaxar a prisão e punir o responsável.

A proteção contra detenções durante o período eleitoral também vale para membros de mesas receptoras de votos e de justificativas, bem como para fiscais de partidos políticos.

Os candidatos estão protegidos legalmente contra prisão desde o dia 1º de novembro, a menos que sejam pegos em flagrante ato criminoso.

Arte: In Press Oficina

Hashtags do dia

Arte: In Press Oficina

Números do dia

Arte: In Press Oficina | Fonte: Conass

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital
  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes