Protocolos de segurança sanitária e comunicação aumentam a confiança dos clientes e colaboradores

por | 01/07/2020 | Impressões

Arena de Ideias, webinar semanal da In Press Oficina, debaterá, amanhã (2/7), a necessidade, imposta pela pandemia de Covid-19, de adequação de rotinas e processos para a retoma da “vida normal”. O cenário afeta os cidadãos em aspectos pessoais e profissionais: são mudanças na rotina de casa e no ambiente corporativo. Em sua 13ª edição, Arena de Ideias reunirá especialistas para uma conversa sobre a importância de se planejar e desenvolver protocolos de segurança sanitária relacionados à doença, em especial para as empresas, e comunicá-los de forma eficiente a todos os públicos.

Em meio à crise de Covid-19, novos costumes desenham um novo jeito de agir e de pensar. Diante disso, o webinar reforça o debate da urgência de que empresas pensem e executem procedimentos para manter a segurança e a saúde de funcionários próprios e terceirizados, fornecedores, parceiros e clientes, e garantir a sustentabilidade dos negócios. 

O webinar terá a participação de Bruno Ganem Siqueira, médico cardiologista e diretor de Relacionamento com Mercado do Grupo Sabin; José César da Costa, empresário do ramo de construção civil e presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL); Claudia Pellegrinelli, gerente de Saúde e Segurança do Trabalho do Instituto Brasileiro de Mineração e Patrícia Marins, sócia-diretora da In Press Oficina e especialista em gestão de crise.  

Para acompanhar,  inscreva-se no canal da In Press Oficina no Youtube pelo link: https://bit.ly/2JS9KK5.

Sportainment: pandemia contribui para crescimento da indústria do entretenimento esportivo

Fonte: CES 2018

A crescente globalização e profissionalização do mercado esportivo fez crescer cada vez mais a importância do marketing esportivo. O Sportainment, termo que une as palavras sport e entertainment, tornou-se tão importante quanto o preparo físico ou as evoluções táticas. Agora, o jogo acontece em um campo muito maior, onde dirigentes já reconhecem que seus rivais não são mais as outras agremiações esportivas, mas E-sports, plataformas de streaming e outras mídias que competem pelos dinheiro e atenção do consumidor.

A pandemia obrigou que os organizadores de competições esportivas acelerassem o processo de reinvenção. Na retomada do futebol, além dos rigorosos protocolos de segurança sanitária e mudanças em formatos de competições, tornou-se comum o uso de plateias virtuais e outras tecnologias inovadoras.

No Brasil, o cenário impulsionou debates quanto aos direitos de transmissão, após lobby do Flamengo, que culminou na MP do Futebol, o que deve estimular a migração para o streaming.

A revista de tecnologia Fast Company ouviu especialistas para compreender como será o futuro do esporte no pós pandemia. Darren Eales, presidente do Atlanta United, clube de futebol da Major League Soccer (EUA), destacou como a sensação de proximidade com os jogadores pode estimular o engajamento dos torcedores. “Para ser honesto, nós temos Miles Robinson, que é um dos nossos melhores jogadores, fazendo um town hall virtual da própria cozinha, mostrando aos torcedores o que tem na geladeira e o que cozinhou naquele dia. É algo mais real do que se acontecesse presencialmente”, afirmou.

Já Vivek Ranadivé, proprietário e presidente do Sacramento Kings, time de basquete da NBA, aposta que as arenas migrarão para experiência “cashless” (sem dinheiro físico) e “touchless” (sem contato). Além disso, as experiências virtuais permitirão que fãs do mundo todo tenham uma visão melhor do jogo, estejam eles em Pequim, na China, ou Mumbai, na Índia. Para o executivo, a Covid-19 “nos catapultou para 2023”.

Pequenas empresas norte-americanas terão prazo maior para solicitar socorro financeiro ao governo

Fonte: Douglas Graham

Ontem (30/6), enquanto o Senado brasileiro aprovava o projeto de lei sobre Fake News (PL 2630/20), o Senado americano aprovou de forma unânime a extensão do programa de resgate de pequenas empresas, chamado de Paycheck Protection Program (PPP), poucas horas antes do vencimento da medida.

O PPP oferece às pequenas empresas elegíveis um empréstimo com juros baixos (0,5%), perdoável se usado para cobrir juros sobre hipotecas, aluguel, serviços públicos, custos de folha de pagamento e evitar demissões futuras ou reduções nos salários dos funcionários.

A decisão de manter aberto o processo de inscrição para o programa foi tomada por causa do saldo de mais de US$ 130 bilhões em dinheiro não emprestado. Com a prorrogação, pequenos empresários poderão solicitar crédito com juros reduzidos até o dia 8 de agosto. O texto, no entanto, precisa ser analisado novamente pela Câmara, para então ser encaminhado para a análise do presidente Donald Trump.

Enquanto isso, grupos comerciais continuam pedindo aos legisladores que os permitam solicitar empréstimos com as garantias de uma conta de seguro contra riscos de pandemia. Os profissionais de relações institucionais das entidades argumentam que têm pouca ou nenhuma proteção financeira para superar a crise gerada pela coronavírus.

A reflexão

Hashtags do dia

Números do dia

Fonte: CONASS

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes
  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital