fbpx

Sucessão no Congresso: até o dia 10, apoiadores de Rodrigo Maia querem ter um nome definido

por | 01/12/2020 | Impressões

Fonte: Câmara dos Deputados

Com o segundo turno das eleições municipais definido, é hora dos deputados federais e senadores voltarem olhares para as pautas que ficaram paradas em Brasília. As urnas deixaram recados que precisam ser muito bem discutidos e que serão pauta de reuniões de todos os partidos que almejam vitória em 2022. Mas o tema premente no momento são as novas Mesas Diretoras do Senado Federal e da Câmara dos Deputados. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), saiu na frente para articular.

O cientista político André César, da Hold Consultoria diz que faz todo sentido a intensa movimentação de Maia: “No momento, ele é o maior protagonista do processo. Crítico do governo Bolsonaro, ele tem em mente dois caminhos possíveis a seguir: 1. conseguir, por vias legais, se candidatar a mais uma reeleição; 2. caso isso não seja possível, ditar os rumos e colocar nos postos de comando, a partir de fevereiro 2021, aliados de extrema confiança”, diz o analista. 

Neste processo, alguns nomes são os mais cotados para a sucessão na Câmara:  Baleia Rossi (MDB/SP), Aguinaldo Ribeiro (PP/PB), Marcelo Ramos (PL/AM), Elmar Nascimento (DEM/BA), Marcos Pereira (Republicanos/SP) e Luciano Bivar (PSL/PE). “Cada um deles tem seus ativos políticos e seus pontos fracos, mas todos têm um elemento em comum: são adversários do líder do Centrão, Arthur Lira (PP/ AL), hoje o preferido do Planalto”, analisou, André César.

Outro nome forte entre apoiadores de Bolsonaro é o do atual ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD/RN). O risco de abandonar Lira no meio do caminho, entretanto, pode ser muito grande para o governo.

Ler nas entrelinhas

Foto: Câmara dos Deputados

Segundo o Poder 360, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (30/11) que o ideal seria encontrar um nome que não tenha presidido a Casa para sucedê-lo no cargo. “As regras atuais vedam uma nova candidatura de Maia à Presidência da Câmara. O STF (Supremo Tribunal Federal), porém, tende a possibilitar que ele concorra novamente. O julgamento será no início de dezembro”, informou o site de política.

Para o UOL, Maia afirmou: “Uma coisa é poder (disputar a reeleição), outra é querer”.

Rapidinhas

Foto: Tatyana Makeyeva / Reuters

CoronaVac — Nesta segunda-feira (30/11), a equipe de inspetores designados pela Anvisa finalizou o primeiro dia de trabalho que visa verificar as Boas Práticas de Fabricação da vacina CoronaVac. A atividade foi iniciada às 21h30 de ontem e encerrada volta das 7h de hoje (horário de Brasília), respectivamente, às 8h30 e às 18h (horário de Pequim). No primeiro dia de inspeção, a equipe verificou os pontos do Sistema de Gestão da Qualidade Farmacêutica da empresa, como o Gerenciamento de Risco, Gerenciamento de Documentos e Plano Mestre de Validação.  (Fonte: www. gov.br)

Sinal amarelo — O governador João Doria, em São Paulo, recuou para a fase amarela. Ocupação dos estabelecimentos comerciais deve ser de, no máximo, 40%. Eles podem funcionar 10 horas por dia, mas até 22h apenas. Eventos com público em pé estão proibidos. (Fonte: Folha de S.Paulo)

Combate ao preconceito — Arena de Ideias da quinta-feira (3/12), 9h30, vai tratar do Papel dos Líderes no Combate aos Preconceitos.

Vitória LGBT nas urnas — Aos 29 anos, a fisioterapeuta Vivi Reis (Psol) foi a mulher mais votada entre os 35 vereadores eleitos de Belém no último dia 15. Ela herdará a vaga do deputado Edmilson Rodrigues (Psol/PA), eleito ontem prefeito da capital paraense. Liderança negra e LGBT, Vivi será a primeira bissexual assumida a virar deputada federal. (Fonte: congressoemfoco.uol.com.br)

Racismo estrutural — a prefeita eleita de Bauru (SP), Suéllen Rosim (Patriota), recebeu ataques racistas às vésperas da votação do segundo turno, realizada no último domingo (29/11). As ofensas foram postadas no Facebook e distribuídas em grupos do Whatsapp. Rosim fez boletim de ocorrência e irá processar os autores. (Fonte: ultimosegundo.ig.com.br)

O conselho

Arte: In Press Oficina

Hashtags do dia

Arte: In Press Oficina

Covid em números

Arte: In Press Oficina | Fonte: Conass

Você conta com os times de Public Affairs e Comunicação Digital em Brasília. Somos especializados em:

  • mapeamento de stakeholders
  • monitoramento do ambiente de poder
  • pesquisas junto ao Executivo e Legislativo
  • estratégias de Public Affairs
  • advocacy
  • soluções LGPD
  • comunicação estratégica
  • conteúdo para redes sociais
  • comunicação digital
  • monitoramento de redes sociais
  • business intelligence
  • treinamento de porta-vozes