fbpx

SXSW: Terceiro dia traz emoção e empatia aos debates

por | 19/03/2021 | Notícias

No terceiro dia de evento, o SXSW continua oferecendo uma grande variedade de conteúdos. Alguns painéis chamaram a atenção do público e dos portais de notícias que estão cobrindo o evento.

Diversos assuntos foram abordados ao longo do dia, mas o que mais se destacou foram os painéis que abordaram as mudanças no cotidiano da humanidade, e como somos e seremos afetados por elas. As conversas da quinta-feira (18) trouxeram à tona questões relacionadas à humanização da tecnologia e como problemas globais estão ligados por um fator: uma crise fundamental de empatia.

O mundo e o impacto das coisas

O painel “Ocean Storytelling”, apresentado por James Cameron e Brian Skerry, alertou o público sobre o impacto das mudanças climáticas na vida marinha e impressionou a todos ao oferecer um show de imagens e histórias do fundo do mar com as baleias.

Outro momento marcante foi a entrevista de George W. Bush, ex-presidente dos EUA, concedida ao jornalista Evan Smith. A temática imigração e direitos humanos despertou o interesse de todos, principalmente da mídia. Durante a entrevista, Bush lançou um livro com pinturas de imigrantes. Ainda sobre o tema , Bush destacou, a respeito do que acontece em seu país:

“Olhe para o Texas. Estamos crescendo e procurando por trabalhadores. Precisamos de um sistema que reconheça essas pessoas. Porque o atual sistema é antiquado”.

O palestrante Bruce Mau, fundador e CEO do Massive Chance Network, aplica seus princípios de design MC24 e sua nova abordagem centrada na vida para enfrentar a cascata simultânea de crises que ele chama de O Cluster: Pandemias – Justiça racial e social – Clima – Insegurança alimentar – Governança. Mau demonstrou que todos esses desafios globais estão inter-relacionados e têm sua origem em uma crise fundamental de empatia.

Também palestrou nesta quinta (18) a autora de Girl Decoded, Rana el Kaliouby. A, CEO, cientista e visionária debateu sua missão de humanizar a tecnologia com Emotion AI – tecnologia que analisa expressões e reações humanas em contexto. Ela descreveu como suas aplicações em pesquisas automotivas, publicitárias, de saúde mental e autismo alimentam sua missão de transformar nosso relacionamento com a tecnologia e, por extensão, um com o outro. #HumanFirst

Realidade virtual

A equipe da In Press Oficina acompanhou o painel “Can VR Create a real Change?”. As possíveis mudanças que a realidade virtual podem trazer ao cotidiano do mundo real foram debatidas por quatro especialistas, que falaram sobre o momento crucial e atual da nossa história, e mostraram com exemplos de trabalhos de realidade virtual como a tecnologia pode ser usada para impactar positivamente nosso futuro.

Dentre as imagens apresentadas, algumas com cenas e efeitos chocantes e até denúncias. Os especialistas defendem o lema “VR for Good”, e esperam que seus trabalhos em realidade virtual possam levar a humanidade a um futuro melhor: “Este é muito mais do que um painel, é uma mostra de como a mídia tecnológica modela o mundo”. Isso sim é comunicação que transforma!

Ao final da tarde aconteceu um dos painéis mais aguardados do dia, com o Head de operações de música do TikTok e com um dos integrantes da banda Fleewood. A plataforma foi responsável por uma mudança na vida da banda, que não estava mais na cena musical.

E nas redes, o que têm sido dito?

Nossa equipe de Business Intelligence destaca a exibição dos dois primeiros capítulos da série “Confronting a Serial Killer”. Protagonizado pela jornalista Jillian Laure, o fio condutor desta narrativa traz foco nas vítimas e não no assassino. Mas o mais interessante sobre tudo isso e o que mais enriquece a narrativa é o fato de que a jornalista já sofreu com violência doméstica. A vida real, mais uma vez, sendo retratada nas telas da TV.